Seleção Brasileira x Fórmula Indy: Covardia!


A eterna luta de Davi e Golias continua: 5 x 1 para o gigante!

A foto da coluna vai de gorro, porque realmente está frio por essas bandas, mas vamos ao que nos interessa mais uma vez: Bandeirantes e suas transmissões da Fórmula Indy, ou seria as não transmissções né?

No cenário de transmissões da Fórmula Indy 2009 pela Rede Bandeirantes de Televisão, temos até esta altura do campeonato seis etapas disputadas, e destas, apenas quatro transmitidas pela emissora paulista, a outras duas teve um boletim de aproximadamente cinco minutos.

Se no próximo final de semana as feras da Indy vão ter um merecido descanso após cinco finais de semana seguidos (somando todas as atividades das 500 milhas de Indianápolis, além dos GP’s de Milwaukee e do Texas), no final semana seguinte começa mais uma maratona de três finais de semanas consecutivamente com provas da categoria norte-americana que cada vez mais sofre com a crise financeira, de identidade e de transmissões de TV.

A primeira corrida do ano em Saint Petersburg foi transmitida pela Band em um compacto em um excelente horário, as 19h30min do domingo em que foi realizado o evento. Quinze dias se passaram, e um VT foi colocado no aproximadamente as 21h00min no dia do Grande Premio de Long Beach, mas o compacto teve meia hora a menos de duração que da primeira etapa.

Na terceira etapa da Indy 2009, tudo parecia que daria certo, pois a corrida do Kansas é realizada as 18h00min no Brasil, horário em que o futebol já encerrou suas transmissões na Band, porém o programa terceiro tempo, literalmente prorrogou o futebol na Band, mas não por mais quarenta e cinco minutos, mas sim quase duas horas de transmissão. Dentro do mesmo programa futebolístico, tivemos a largada do GP, uma hora depois dela ter acontecida, e vimos as últimas doze voltas ao vivo. Foi prometido um compacto as 23:00 do domingo, mas foi ao ar um boletim de cerca de quinze minutos.

A quarta etapa era a corrida mais importante do ano, nada menos que as 500 milhas de Indianápolis, a dúvida desta grandiosa corrida ser transmitida ao vivo na integra era do tamanho do evento, porém a TV Bandeirantes surpreendentemente a fez em sua totalidade, ficando no ar por mais de quatro horas e meia diretamente de Indianápolis. Mesmo a corrida marcando pífios três pontos de média de audiência, a rede Bandeirantes deixou no ar a corrida invés dos jogos do campeonato brasileiro que tem médias de audiências três vezes maiores. Foi a primeira, única e possivelmente última vitória da Fórmula Indy sobre o futebol em 2009 na telinha da emissora da família Saad.

Se nas 500 milhas a rede Bandeirantes fez um trabalho como Hélio Castroneves fez naquela corrida, a emissora incorporou o espírito da equipe Foyt em Milwaukee e fez um péssimo trabalho, repetindo o que foi feito no Kansas, mas desta vez nem largada nem final foi mostrado ao vivo, compactaram ao extremo uma corrida de quase duas horas, para sete minutos as 22:55 da noite de domingo. Vale lembrar que a Band anunciou o super VT paras as 23h00min, ou seja, quem chegou as 23:00 para sintonizar o canal paulistano, certamente só viu a última volta assim como quem escreve este texto.

No último final de semana, aconteceu em Fort Worth a sexta etapa do campeonato em um sábado à noite, onde a Bandeirantes não tinha nada na sua grade de programação, então a Indy ficou com a pista livre para passar para todo o país.

Mas, os próximos três GP’s, a emissora de Saad nos deixará a ver os IndyCar’s, pois a corrida de Iowa assim como ano passado, tem largada prevista para as 14:30. Normalmente teríamos o campeonato brasileiro de futebol para atrapalhar a corrida a partir das 16h00min, caso fosse disputada com apenas uma amarela no máximo, daria tempo, já que ano passado houve duas amarelas, e a última em um acidente de Tony Kanaan foi mais longa, o que atrasou a corrida em vinte minutos, cortando assim a transmissão. Mas desta vez nem que a corrida fosse realizada totalmente em bandeira verde não haveria transmissão ao vivo da Fórmula Indy. A partir das 15h30min terá inicio pela terceira rodada da fase classificação da Copa das Confederações Brasil x Itália, o maior clássico mundial do futebol já que juntas, estas duas entidades detêm nove títulos mundiais de futebol. Mas a emissora paulista entrará com a transmissão a partir das 15h00min, ou seja, a largada poderemos ter ao vivo, já que provavelmente estará no ar na hora de abertura da primeira volta o programa Band Esporte Clube que sempre deixa um espaço para falar da Indy. E as 22h50min é bom ficar ligado na frente da TV caso queiram ver alguma coisa mais da corrida.

No final de semana seguinte teremos o GP de Richmond, o oval mais curto da temporada e tudo se encaminharia para uma transmissão ao vivo e recheada de informações com Téo José, Felipe Giaffone e Celso Miranda, mas Téo José será o responsável pela cobertura do Festival de Parintins que será realizado na semana deste GP, e tem seu apogeu no sábado a noite, então...a Indy fica para domingo, resta saber se como ano passado em um compacto de meia hora, ou se será passado a noite em cinco minutos.

No final de semana em que se comemora a Independência dos Estados Unidos da América, será realizado a corrida de Watkins Glen, no domingo dia cinco de julho. A corrida tem seu inicio marcado para as 14h30min. Resta saber o que a TV Bandeirantes irá fazer com esta prova e como será a transmissão, já que no mesmo dia as 16:00 teremos a nona rodada do campeonato brasileiro de futebol, e os jogos televisionados serão: Coritiba x São Paulo e Corinthians x Fluminense.

Vale mais uma vez a lembrança que o Blog da Indy entende perfeitamente os motivos de preferir o futebol ao invés da Indy, a TV Bandeirantes é uma empresa, que como qualquer outra visa lucro, e isso só ocorre oferecendo bons produtos aos seus clientes, no caso o futebol é bem mais “vendido”, e a Fórmula Indy fica “encalhado” no estoque, e acabam deixando-o em uma “prateleira qualquer”.

O que defendemos é justamente isso, a Fórmula Indy pode não ser um produto de ponta para uma emissora transmitir (vale lembrar que nós fãs de automobilismo somos poucos perante a cultura do futebol e outros esportes coletivos e olímpicos), mas ao menos deveriam fazer um trabalho descente com a categoria. Muitos criticaram o SBT em 1999 e 2000, estes que criticaram aposto que hoje morrem de saudades e agradeceria muito a Band se fizessem o mesmo trabalho. Poderiam fixar um horário nas noites de domingo, apenas isso que o Blog da Indy almeja: que todos possam ver as corridas se não na integra, pelo menos em compactos descentes.

13 comentários:

Diogo Yoshida disse...

Poxa é verdade! A Band só faz cagada! Não entendo pra que anunciar mais uma temporada da "fórmula da emoção" se a emoção de assistir a corrida fica a privilégio de quem possui a TV por assinatura com o canal Band Sports. Mas e o resto dos fãs???
Descaso é a palavra que resume tudo que a Band tem feito com a Indy! Já não basta termos que aturar o podre do Luciano do Vale narrando as 500 milhas quando Téo José é o melhor indicado? A verdade é que quando o SBT parou de investir na CCWS acabou as corridas das categorias dos EUA no Brasil! Já não bastava o fato da IRL separar-se da CCCWS, enfraquecendo ainda mais as duas categorias, e a tv aberta brasileira enterrou de vez o prazer de assistir uma corrida desses carros ao vivo....muito triste que ainda hoje seja assim...quem diria? os fãs pedem por um VT à noite, pois sabem que pedir uma corrida ao vivo é como socar em ponta de faca...que a Band vá à merda com esse futebolzinho tosco q so fala de Corinthians e CIA! O Brasil é muito + q São Paulo!

Anônimo disse...

Eu acho que a Band vai ter que obrigatóriamente a partir do ano que vem rever essas transmições porque ira acontecer uma corrida aqui no Brasil,e os insvestidores não vão querer assistir apenas um compacto, não é?

Anônimo disse...

Ano que vem vai ser pior ja que tem a copa.
666

Natanael disse...

Eu até admito q se perca espaço p o futebol, mas quando se perde para Parintins e nada contra o Festival, acho q cultura regional deve ser valorizada sempre, é que se vê q a Indy na Band é tratada como um mero produto para seu canal a cabo.

Natanael disse...

E na verdade vamos p mais 4 finais de semana consecutivos de provas: Iowa 21/06, Richmond, 27/06 (duas belas porcarias de ovais), Watkins Glen 05/07 (para mim o melhor misto da temporada) e Toronto 12/07.

motorizado disse...

Automobilismo em TV aberta é uma péssima idéia...

Diogo Yoshida disse...

motorizado

pois é...atualmente só funciona na globo, e apenas a F1 pq a Stock Car tbm foi deixada de lado...

João Gabriel disse...

Programação da Band é um samba do criolo doido.
Por exemplo no guia de programação online da emissora não aparecia que seria transmitido a corrida do Texas ... Isso contribui para diminuir aos índices da categoria ... Ninguém sabe quando, onde, em que horário e nada.

Pessoal da para assistir as corridas no site oficial da Indy, por streaming. Tem que se cadastrar, é 0800, sem problema. Tem um serie de funcionalidades legais ... Vale a pena conferir.

Abraço a todos

[KNUCKLES_MG] disse...

Pelo menos assinei a Via Embratel e nela tem o Bandsports. Pra Band, já joguei a toalha.

Anônimo disse...

Quando passavam na Play Tv ainda era bom... mas agora nada...

Anônimo disse...

tirar a indy para pasar jogo e sacanagen ainda se foce seleção brasileira mas são todos jogadores estrangeiros

Anônimo disse...

Bons tempos em que o Emerson tinha os direitos de transmissão da Indy Para o Brasil, pois viamos todas as corridas e completas.
A rede bandeirantes de televisão com este esquema de merda que vem fazendo só incentiva ao esquecimento da categoria no Brasil.
São uns incopetentes.

Marco Antonio disse...

Se não tem competência para trasmitir o que promete, então repasse os direitos a outra transmissora que tenha horário disponível e queira fazer o trabalho de maneira completa, e não um informativo sem vergonha como o que foi apresentado pela Band. Sr. Luciano acorda, vc está perdendo pontos com a turma da Indy.

Postar um comentário

 
Clicky Web Analytics