Comparações inevitáveis e lógicas.

Passar vergonha em Interlagos? Papo fiado...

Olá galerinha do Blog da Indy, como vocês estão? Embora seja um Blog este que vocês leiam, tentamos ser o mais profissional e coerente possível, longe de alguns absurdos que vemos em Orkut e comentários em Blogs de profissionais que beiram o ridículo.

Escrevo isso porque vi alguém dizendo que a Indy não corre em Interlagos, pois pode passar vergonha e seria assombrosa a diferença entre os tempos de Fórmula 1 e Fórmula Indy. Uma pessoa que escreve isso não pode sequer saber das diferenças e filosofias que as categorias pregam, sem contar a parte financeira que chega a ser aproximadamente vinte vezes maior da Fórmula sobre a Indy.

Para efeito comparativo de tempos, temos algumas oportunidades para conferir os tempos de ambas as categorias.

Laguna Seca 2006: 1min07seg587 – Ricardo Zonta – Toyota (teste-exibição)
Laguna Seca 2000: 1min07seg722 – Hélio Castroneves – Penske (pole-position)
Laguna Seca 2001: 1min08seg596 - Gil de Ferran - Penske (pole-position)
Laguna Seca 2002: 1min09seg473 - Cristiano da Matta - Newman Haas (pole-position)
Laguna Seca 2003: 1min09seg575 - Patrick Carpentier - Forsythe (pole-position)
Laguna Seca 2004: 1min09seg358 - Sebastien Bourdais - Newman Haas (pole-position)

Montreal 2002: 1min12seg836 – Juan Pablo Montoya – Williams (pole-position)
Montreal 2002: 1min17seg347 – Alex Yoong – Minardi (22º colocado)
Montreal 2002: 1min18seg959 – Cristiano da Matta – Newman Haas (pole-position)

Montreal 2003: 1min15seg529 – Ralf Schumacher – Williams (pole-position)
Montreal 2003: 1min18seg692 – Ralph Firman – Jordan (19º colocado)
Montreal 2003: 1min19seg665 – Alex Tagliani – Rocketsports (pole-position)

Montreal 2004: 1min12seg275 – Ralf Schumacher – Williams (pole-position)
Montreal 2004: 1min17seg064 – Zsolt Baumgartner - Minardi (18º colocado)
Montreal 2004: 1min19seg897 – Sebastien Bourdais – Newman Haas (pole-position)

Montreal 2005: 1min15seg217 – Jenson Button – BAR/Honda (pole-position)
Montreal 2005: 1min19seg574 – Patrick Friesacher – Minardi (19º colocado)
Montreal 2005: 1min20seg396 – Sebastien Bourdais – Newman Haas (pole-position)

Montreal 2006: 1min14seg942 – Fernando Alonso – Renault (pole-position)
Montreal 2006: 1min19seg152 – Franck Montagny – Super AguriF1 (22º colocado)
Montreal 2006: 1min20seg005 – Sebastien Bourdais – Newman Haas (pole-position)

10 comentários:

Iron disse...

Como eu falei, 6 segundo de devantagem em 2002... Na minha visão isso não é "vergonha" e sim uma consequencia do tipo de automobilismo praticado nos EUA, ou seja, mais espetáculo e competição e menos laboratório tecnológico...

Anônimo disse...

ae vc está comparando a F1 com a antiga Champ Car. naum se esqueça que os carros agora são os da IRL, que saum menos evoluídos que os da Champ Car para circuitos mistos. Assim a surra seria bem maior se compararmos IRL com F1 na mesma pista. acho que uns 10 segundos no mínimo por volta em Interlagos.

Natanael disse...

Sou obrigado a concordar com o anônimo aí de cima. Diferenças de tempos entre categorias sempre existirão ainda mais quando são diferenças técnicas gritantes. A F1 usa e abusa da tecnologia. A aceleração de um F1 é absurdamente rápida. A IRL, além do chassi defasado, tenta primar pela competitividade entre as equipes, mesmo que isso não tenha ocorrido no último ano. Então acho que cada uma dá seu show de acordo com a característica da categoria.

Iron disse...

Um argumento forte contra tudo isso é o desempenho de pilotos que foram da F1 para a Indy em todas as épocas. O Bruno Giaccomelli, Alex Yoong, o Mazzacane, o Giogio Pantano, o Antonio Pizzonia e outros que não me lembro aqui apanharam nos carros Indy e na Champ Car. A tendência (teoricamente) é que os pilotos de uma categoria mais avançada tecnicamente superariam facil os de uma categoria mais "fraca" ou "ultrapassada". Eu digo o seguinte: os carros da F1 podem ser os mais rápidos nos mistos, mas não quer dizer que o automobilismo praticado na F1 seja o mais intensamente competitivo do mundo a ponto dos pilotos de lá serem piores que os que correm na "Categoria Máxima". O Galvão certa vez disse que os pilotos da Indy são medíocres. Mas é verdade também que aquela categoria é muito política havendo intensas disputas nos bastidores pelos melhores carros do Grid chegando a interferir nos resultados das corridas. Você não sabe se o piloto ganhou por que é bom ou por que tem um carro melhor que os outros. Jack Villeneuve e Montoya foram bem na F1 o mesmo não acontecendo com Michael Andretti e Alex Zanardi. Os quatro foram vencedores nos monopostos americanos e o meu argumento para que dois deles não terem se dado bem é este: POLÍTICAGEM. É o que a F1 tem de mais adverso em termos de esporte, ou melhor, anti-esporte. Neste sentido, apesar dos caquéticos Dallara e transmissões da Band, eu ainda prefiro a barangada americana do que as armações políticas dos senhores F1. Um abraço!!!

Anônimo disse...

Acho que colocar a Indy em Interlagos seria uma grande oportunidade de mostrar um verdadeiro espetáculo de automobilismo e não uma corrida monótona como são as de F1. Já fizeram isso no Canadá, pq não aqui??

Na minha opinião a corrida em Interlagos só teria ganhadores: o público que não está preocupado em tempo de volta e sim em espetáculo, os organizadores e a prefeitura que já tem toda uma estrutura montada.

Já o cidadão, que nada tem a ver com isso, não veria recursos públicos escassos sendo queimados desnecessáriamente para duplicar uma infraestrutura já existente quando poderiam ser gastos com educação, segurança etc. Sem falar do transtorno para o trânsito da cidade.

Anônimo disse...

Ooooppppssss,

Vcs. estão comparando com os carros da ChampCar que tinham motor V8 turbo e os chassis Lola. Se for comparar com os Dallara/Honda usados pela IRL será humilhante mesmo.

So como comparação antes da fusão houve um teste em Homestead com o DP01 da KV racing e o Dallara da Andretti. O DP01 botou 4segundos no dallara. Isso o DP01 que não tinha nenhum desenvolvimento....

Anônimo disse...

São interessantes as comparações dos tempos, mais levando o raciocinio adiante vemos categorias distintas com pontos em comum,pois são monopostos com motores de elevadas cilindradas e rpm, mais a concepção mecânica muda, como chassis, e sobretudo cambio, só nesse quesito um F1 leva 2s de vantagem, a F1 teve uma baita briga em 2009 pq tentaram limitar o orçamento dos caras e eles ameaçaram sair (Ferrari) pq?simples resposta.Na f1 os caras desenvolvem muitas coisas q até vão para os carros de rua depois, como o freio ABS por exemplo, na Indy isso eu creio que possa até acontecer mais não no mesmo ritmo ou talvez nem ocorra, la o objetivo é competir com equilibrio a baixo custo ou seja uma temporada da Indy creio que fique em média U$30milhões na F1 com essa quantia a equipe não sai nem nas fotos das corridas o orçamento das equipes de F1 somadas entre si ja esta na casa dos bilhões de dólares a mais de uma década, ai não tem como comparar mais nada.
abraços a tds

formulatotal disse...

Como foi feito o teste/exibição da Toyota? Em que situação o carro se encontrava? E a pista, estava mais quente, mais emborrachada, mais suja? Isso tudo tem que ser levado em conta.

Não resta dúvidas que os carros mais atuais da F1 são mais rápidos que os da Indy/Champ Car, IRL ou qualquer outro nome que eles derem. Os caras foram mais lentos que Minardi e Super Aguri, esta última andava com o chassis da Arrows de 2002 com algumas adaptações.

Mas a história prova que nem sempre foi assim, basta ler um pouco sobre a história das 500 milhas de Indianápolis.

Agora, que discução idiota sobre os melhores pilotos. Tem piloto bom e piloto ridículo nas duas categorias.

Espero que tenha colaborado de alguma forma, pois torço pelo automobilismo americano cresça e saia da crise.

Abraços
Leandro Castro

Anônimo disse...

Considerando que um carro da Indy custa 1/10 de um carro de Formula 1 e que são mais pesados (para poder bater a 400km/h num muro de um oval) achei excelente o resultado, virando poucos segundos pior ou o mesmo tempo que os ultimos colocados da caríssima F1. Sem contar que os Indy aguentam ficar 3-4 horas no limite de giro correndo num oval sem qubrar....um F1 não aguentaria nem 10min neste limite.

Camilo Fontana disse...

Sempre digo, se fazem 1:10 ou 1:30 em interlagos, tanto faz, se tiver disputa e emoção é o que vale! Se não ninguém assistiria outras categorias por serem mais lentas. Melhor a 1:30 na indy e com muita briga do que 1:15 na F1 com todo mundo espalhado.

Postar um comentário

 
Clicky Web Analytics